Ortodontia

O que é a Ortodontia

Ortodontia Inteligente

A Ortodontia visa a harmonia do sorriso através do correto alinhamento dos dentes, ossos maxilares, lábios e equilíbrio facial.Nos últimos tempos uma grande revolução aconteceu na especialidade com uma impressionante evolução das técnicas, materiais, planejamento e tempo de execução do tratamento.

Invisalign

Ortodontia Invisível

Com uma série de alinhadores invisíveis e confortáveis, que ninguém nota que está sendo usado, é possível corrigir os dentes e proporcionar o sorriso perfeito. Contando com a mais alta tecnologia de imagem tridimensional, o tratamento é planejado de forma virtual. Unindo computação gráfica ao uso de um conjunto de alinhadores transparentes personalizados (cada alinhador deve ser usado por 15 dias), oferece alternativa para quem quer sorrir sem medo ou vergonha do próprio sorriso, prezando, além da eficiência, conforto, higiene e melhora estética também durante o tratamento. A Topmaster Ortodontia é credenciada aos mais modernos e conceituados laboratórios desta técnica como: - INVISALIGN
- COMPASS
- CLEAR ALIGNER.

Aparelho Fixo Estético

Aparelho Fixo Estético

Excelente opção para quem tem a estética como um requisito para o seu tratamento ortodôntico são os braquetes de Safira ou Porcelana. Para aumentar a rapidez do tratamento, hoje existem arcos em Cobre Níquel Titânio (Copper Niti) e Titânio Molibdênio (TMA), que além de aumentar a rapidez, aumentam também o conforto, diminuindo a frequência das visitas ao dentista.

Aparelho Fixo Autoligável

Aparelho Fixo Autoligável

Na ortodontia autoligável são eliminados os elásticos que prendem o arco aos braquetes, facilitando a limpeza e evitando o acúmulo de restos alimentares. Graças ao desenho dos braquetes, consegue-se um alinhamento adequado e mais rápido, reduzindo o tempo de tratamento.

Por dispensar qualquer tipo de amarração, inúmeras vantagens foram atribuídas a este sistema, com a redução da fricção superficial na interface braquete/fio ortodôntico. Com esta redução, são necessárias forças de menor intensidade para o estabelecimento da movimentação dentária, realizada assim, de uma forma mais rápida, eficiente e indolor.

Aparelho Ortopédico Funcional

Aparelho Ortopédico Funcional

Tratamentos precoces por volta dos 6 anos de idade tiram proveito, tanto da quantidade, como da qualidade de crescimento, devido a plasticidade dos tecidos moles e duros. Desta forma, atuam na prevenção, correção ou atenuação das alterações de forma e função do sistema estomatognático, promovendo a harmonia facial e o equilíbrio das funções mastigatórias, respiração, deglutição e fala.


Os estímulos empregados por aparelhos ortopédicos funcionais fornecem uma nova informação ao sistema nervoso, modificando assim a informação de desequilíbrio e permitindo a retomada do desenvolvimento e função dentro da faixa de normalidade pré-estabelecida pelo organismo.

Cirurgia Ortognática

Cirurgia Ortognática

Para pacientes portadores de deformidades mais acentuadas onde a correção ortodôntica isolada se torna insuficiente para a correta harmonização das estruturas faciais. O tratamento é complementado pela Cirurgia Ortognática, que nada mais é do que a cirurgia que reposiciona os maxilares em sua posição ideal. Trata-se de uma técnica totalmente individualizada que corrige simultaneamente desarmonias faciais, oclusais, articulares e respiratórias como os graves problemas de ronco e apnéia obstrutiva do sono. Avançados métodos computadorizados de diagnóstico e previsão de tratamento demonstram ao paciente, previamente à cirurgia, o resultado a ser obtido de forma clara e precisa.

Ronco e Apnéia

Ronco e Apnéia

A apnéia obstrutiva do sono é uma alteração respiratória que acontece enquanto o indivíduo dorme e é caracterizada por paradas breves e repetidas da respiração. Um dos principais sintomas deste distúrbio é o ronco, que muito mais do que incomodar o parceiro leva a alterações na qualidade de vida, desempenho pessoal e capacidade profissional.


Entre as consequências do sono não-reparador podemos citar entre outras: sonolência excessiva, dor de cabeça ao acordar, alteração do humor, dificuldade de aprendizado e concentração, alteração da memória, diminuição da libido, fadiga, hiperatividade, agressividade e depressão.

Tratamentos

Os tratamentos são indicados de acordo com o diagnóstico realizado após cuidadosa anamnese, exame clínico, exames complementares, polissonografia e consulta médica.




Aparelhos Intra-Orais

Indicado somente para o tratamento do ronco e apnéias de leve a moderada. O aparelho anti ronco funciona reposicionando adequadamente a mandíbula, evitando desta forma que o tecido relaxado da faringe bloqueie a passagem do ar. Esta desobstrução das vias aéreas faz com que o ar passe sem barulho (ronco) e sem apnéia (falta de ar). É um tratamento conservador, não agressivo, de fácil adaptabilidade e reversível. Em casos de apnéias mais severas existe ainda a possibilidade de tratamento com CPAPS ou Cirurgia Ortognática.


Terapia comportamental

Orientações sobre a "higiene do sono" que através de mudanças simples de hábitos diários podem melhorar sensivelmente a qualidade do sono e a expectativa de vida.



Ronco x Mau hálito

O ronco, por ser uma forma de respiração bucal, aumenta o ressecamento da mucosa oral aumentando a descamação das células propiciando a formação de saburra lingual e casos amigdalinos, grandes vilões do mau hálito. Tanto o ronco quanto o mau hálito comprometem muito a vida social e familiar e interferem diretamente na diminuição da qualidade de vida.

Articulação Têmpora Mandibular (ATM) - Dor Orofacial e Disfunção temporomandibular

Articulação TêmporoMandibular (ATM) - Dor Orofacial e Disfunção temporomandibular

ATM é a sigla para Articulação TêmporoMandibular que localiza-se entre os ossos temporais e mandíbula. DTM é a sigla usada para Disfunção TêmporoMandibular, conjunto de distúrbios que envolvem a ATM, os músculos mastigatórios e estruturas associadas. Dor Orofacial é toda dor associada aos ossos, dentes, músculos faciais, glândulas da cavidade oral e face.


  • Dor de ouvido
  • Dor nos músculos da face
  • Dor no pescoço, ombro e ou costas
  • Dor ao fechar, abrir a boca, mastigar ou bocejar
  • Inchaço ao lado da boca e/ ou da face
  • Mordida incômoda, fora de lugar ou como se estivesse mudando continuamente
  • Limitação na abertura da boca
  • Desvio da mandíbula para um lado
  • Travamento ao abrir ou fechar a boca
  • Ruídos articulares ou estalos
  • Surdez momentânea
  • Vertigem
  • Zumbido
  • Sensação de ouvido tampado
Se você apresenta estes sintomas procure um profissional especializado na área, pois muitas pessoas que sofrem de DTM têm grandes chances de melhorar sua qualidade de vida com tratamentos reversíveis e conservadores.

Quando procurar um Ortodontista?
O ideal é que a primeira avaliação do paciente seja feita aproximadamente aos 6 anos de idade.Em alguns casos, a detecção precoce pode identificar problemas que necessitam de uma intervenção imediata, como : alterações na direção do crescimento da mandíbula e maxila, risco de trauma em dentes protruídos, corrigir hábitos não nutritivos (sucção de dedo, língua, lábios, interposição lingual e labial, respiração bucal, deglutição atípica etc.), guiar a erupção dos dentes permanentes para uma posição adequada, melhoria do selamento labial etc.
Existe limite de idade para usar aparelho?
Não. Saúde deve ser um objetivo em qualquer idade. Em adultos muitas vezes o tratamento endodôntico é pré-requisito para outras especialidades. Especial atenção deverá ser dada aos tecidos de suporte dos dentes e quantidade de força liberada.
Aparelhos causam cáries ou doenças na gengiva?
Não, pelo contrário. Se bem cuidado com uma higiene dental criteriosa, o tratamento ortodôntico proporcionará o correto alinhamento dos dentes facilitando no futuro a higiene dental e preservando a saúde da gengiva. Durante o tratamento, porém, o usuário do aparelho deverá ser cuidadoso com o uso do fio dental, escovação e total higiene das peças do aparelho ortodôntico . O que provoca danos a saúde bucal é a negligencia da higiene e não o aparelho em si.
Em quanto tempo é realizado o tratamento ortodôntico?
Cada caso deve ser estudado e planejado individualmente por um profissional qualificado. Usualmente envolve um período de 18 a 36 meses. O tempo total do tratamento depende da severidade da má oclusão, da técnica utilizada e da cooperação do paciente.
Ao final do tratamento é necessário usar aparelho móvel?
Sim. O propósito desse dispositivo é evitar que os dentes se movimentem, saindo da posição correta e perdendo o resultado obtido. Esta fase é conhecida como contenção.
Qual a relação entre Fonoaudiologia e Ortodontia?
Alterações dentárias e ósseas podem interferir nas funções de mastigar, deglutir, falar e respirar. Assim como estas mesmas funções, quando não sendo realizadas de maneira adequada, podem causar ou contribuir para o surgimento de alterações dentárias. A Fonoaudiologia tem como um de seus objetivos o restabelecimento destas funções visando o equilíbrio miofuncional. • O trabalho da Fonoaudiologia visa, sobretudo, prevenir, habilitar ou reabilitar as funções estomatognáticas. Sendo assim, devemos sempre levar em consideração a tão discutida relação forma x função.

A fonoaudiologia é realmente uma grande aliada da Ortodontia, sendo que ambas as partes tem como objetivo principal o resultado que pode ser resumido num sistema estomatognático equilibrado, estável e uma face mais harmoniosa do ponto de vista estético.
Existe relação entre ronco e mau hálito?
O ronco, por ser uma forma de respiração bucal, aumenta o ressecamento da mucosa oral aumentando a descamação das células propiciando a formação de saburra lingual e casos amigdalinos, grandes vilões do mau hálito. Tanto o ronco quanto o mau hálito comprometem muito a vida social e familiar e interferem diretamente na diminuição da qualidade de vida.
Bruxismo em crianças é normal?
É comum observar o ranger dos dentes em crianças. Pode acontecer de dia ou durante o sono e ser de forma consciente ou inconsciente. Até os seis anos de idade esta pode ser uma necessidade natural do organismo de acomodação dos dentes e preparo para a troca da dentição, este é o bruxismo considerado fisiológico. Precisamos, no entanto, ficar atento para o bruxismo "patológico", onde o desgaste dental é mais importante e a criança pode apresentar dores musculares, dores de cabeça ou dores na ATM (articulação têmporomandibular). Nesse caso, o diagnóstico preciso é bastante difícil por se tratar de um problema com causas multifatoriais.

Algumas vezes pode ser necessária a ação de outros profissionais da saúde como pediatras, otorrinolaringologistas, psicólogos e fonoaudiólogas. Enfim, cada caso é único e deverá ser tratado o mais cedo possível.

Saiba mais

Para saber mais detalhes ou tirar dúvidas sobre técnicas e aparelhos, deixe seu e-mail no campo abaixo. A TOPMASTER enviará um material desenvolvido exclusivamente para ajudá-lo a entender melhor esta revolução da Ortodontia moderna.